header_nov2.png
Baccanews
LOGO COLORIDA_FUNDO ESCURO.png
Setembro
2022
curva_laranja.png
Fala, Heliópolis!

No Fala, Heliópolis desta edição, Quezia Vieira, aluna do Instituto Baccarelli e integrante da Orquestra Sinfônica Heliópolis dá um lindo depoimento sobre sua trajetória pelo processo pedagógico da instituição, e diz como o desenvolvimento vai além da área musical.

 

Quezia iniciou os estudos musicais aos 6 anos, nas aulas de canto coral. Passou pelas turmas de coral infantil, começou o ensino coletivo de instrumentos com o violino, e se apaixonou pela viola ao integrar a Orquestra Infantil Heliópolis. Fez parte da Orquestra Juvenil Heliópolis e, atualmente, é violista do grupo artístico mais avançado do Instituto Baccarelli: a Orquestra Sinfônica Heliópolis.

Aos 18 anos de idade, Quezia desenvolveu o lado musicista, mas também se desenvolveu como cidadã, aprendeu sobre suas capacidades, viu a educação como principal caminho de oportunidades e teve a chance de conversar e refletir sobre inúmeros assuntos sociais importantes para ela e toda a comunidade que está inserida.

 

Aperte o play no vídeo abaixo e se encante com mais essa história.

curva_laranja.png
Temporada a todo vapor!

Em agosto, o Instituto Baccarelli realizou 4 concertos de seus grupos artísticos, em lugares variados e com convidados de primeira

3.jpg

A temporada 2022 do Instituto Baccarelli está a todo vapor — só no mês de agosto foram 4 concertos dos nossos grupos artísticos! Se você não conseguiu assistir a todos eles, não tem problema: a gente conta como foi!

Agosto começou com tudo no Clube Hebraica, quando a Orquestra Sinfônica Heliópolis fez uma apresentação memorável sob a batuta do maestro Isaac Karabtchevsky, regente titular do grupo e diretor musical do Instituto Baccarelli. O concerto foi no dia 10 de agosto, e teve como solista convidado o violinista austríaco Dominik Hellsberg, que fez uma bela interpretação do Concerto nº 5, Turco, de Mozart, causando comoção no público presente. E ele ainda voltou para um bis, com uma sonata de Prokofiev. Depois, o maestro Karabtchevsky tomou conta do espetáculo, conduzindo a Sinfônica Heliópolis em duas obras de Tchaikovsky: a famosa Valsa das Flores, do balé O Quebra-Nozes, e o Capricho Italiano. O concerto teve transmissão ao vivo, e a gravação você pode conferir aqui. A vinda de Dominik Hellsberg foi uma cortesia da Embaixada da Áustria, e o concerto comemorou os 200 anos da Imperatriz Leopoldina, que era austríaca, no Brasil. Além da participação no concerto Dominik Hellsberg ainda deu uma masterclass  para alunos de violino do Instituto (leia mais abaixo).

Fotos 1-04.png

Já no dia 21 de agosto, foi a vez de um retorno triunfante! O palco foi o auditório do Masp, um dos espaços de concerto mais prestigiados da cidade. E quem tocou foi a Orquestra Juvenil Heliópolis, sob regência do maestro Paulo Galvão! Dava pra notar desde os ensaios a empolgação do grupo para se apresentar: foi o primeiro concerto da nossa Juvenil desde o início da pandemia — e o primeiro de Paulo Galvão como maestro titular do grupo! E essa estreia dupla não poderia ser melhor. Com um repertório empolgante, com a Marcha Eslava, de Tchaikovsky, e a Sinfonia nº 1 de Mendelssohn, a Orquestra Juvenil Heliópolis fez a festa no Auditório do Masp.

Na semana seguinte, no dia 28 de agosto, nossa temporada voltou para os CEUs. Dessa vez foi no CEU Carrão / Tatuapé, e quem se apresentou foi nosso querido Coral Jovem Heliópolis. E a ocasião também marcou a despedida da maestrina Maíra Ferreira, que deixou o Instituto Baccarelli, após mais de 10 anos de trabalho (você pode ler mais sobre a história de Maíra Ferreira no Instituto Baccarelli no Baccanews de agosto). O clima era de despedida mas com alegria também muita gratidão — o Coral Jovem Heliópolis fez bonito em sua última apresentação com a maestrina, interpretando um repertório variado, com obras como o Salmo 8, de Dan Forrest, e canções da MPB, de nomes como Gilberto Gil, João Bosco, Aldir Blanc e Emicida

E fechando o mês, no dia 30, a Orquestra Sinfônica Heliópolis voltou ao palco do moderno Teatro B32! Com regência do maestro Edilson Ventureli, o programa trouxe como convidada a cantora e compositora Paula Lima, amiga de longa data do Instituto Baccarelli. Foi um concerto de arrasar, com clássicos da black music, do soul, do rock e da música popular brasileira, com obras de Cassiano, Jorge Aragão, Rita Lee, e muitos outros! O concerto também teve transmissão ao vivo, e a gravação está disponível aqui.

Agosto foi agitado, mas vem muito mais por aí! Acompanhe a programação da temporada 2022 do Instituto Baccarelli na nossa agenda — lá você pode garantir seus ingressos e também se inscrever para receber o link exclusivo das transmissões online.

barra_verde.png
Concertos de Agosto

Aulas abertas: a família no Instituto Baccarelli

Evento tradicional aconteceu entre os dias 6 e 22 de agosto, e trouxe familiares de vários alunos e alunas para dentro do Bacca

Em agosto, o Instituto Baccarelli promoveu suas tradicionais aulas abertas, convidando familiares e responsáveis para acompanhar a rotina das crianças. Leia mais sobre o evento aqui. Entre os dias 6 e 22 de agosto, o Instituto Baccarelli apresentou uma série de eventos que têm como objetivo aproximar as famílias ao dia a dia de estudos dos nossos alunos e alunas: as tradicionais aulas abertas!

Como todo mundo sabe, as famílias são importantíssimas no sistema de educação musical desenvolvido pelo Bacca ― seu apoio aos estudos dos alunos e alunas são tão importantes quanto as atividades realizadas dentro da sala de aula! E o diálogo entre professores e famílias é constante: os responsáveis ficam por dentro de tudo. Só falta vir assistir uma aula!

E é por isso que aqui no Instituto Baccarelli são realizadas as aulas abertas. É a chance de as famílias entrarem na sala de aula, conversarem com os professores e realmente assistirem à rotina das aulas dos nossos alunos e alunas e, é claro, uma apresentação! Afinal, vocês sabem: aqui no Instituto Baccarelli, o show faz parte da aula!

O Instituto Baccarelli agradece a todos familiares que compareceram às aulas abertas. A participação de vocês é fundamental para o trabalho realizado aqui em Heliópolis!

Fotos 2-03.png
curvazul_edited.jpg
Fotos 3-02.png

“A música é para todos”

Thiago Araújo, professor de trompete do Instituto Baccarelli, corre atrás seu sonho de ensinar mais e melhor crianças

Com quantos anos uma criança começa a tocar um instrumento? Nas turmas de Thiago Araújo, professor de trompete do Instituto Baccarelli, seus aluninhos mais iniciantes chegavam à aula com 7, 8 anos. Parece uma faixa de idade razoável — afinal, será que uma criança mais nova seria capaz de tocar um instrumento? 

Incentivado por outros professores do Instituto Baccarelli, Thiago passou a acompanhar as aulas de alguns colegas formados no método Suzuki, e o que viu mudou sua forma de ver o ensino musical.

“Fiquei encantado com os alunos de violino do José Marcio. Eles começam pitoquinhos, tocando super bem!”, lembra Thiago. “Eu quero isso para o meu instrumento também!” Foi aí que começou sua iniciação no famoso sistema. Primeiro, fez o curso introdutório da filosofia, depois, iniciou sua jornada do método com o certificado do livro 1, primeiro estágio de formação de professores do Método Suzuki — no total são 4 livros

A rotina foi intensa: trompetista da Orquestra Sinfônica Municipal, Thiago conciliou a temporada da ópera O Cavaleiro da Rosa, de Richard Strauss, com o curso, realizado no Centro Suzuki de Campinas. “Foi a duras penas, fazendo bate e volta todo dia”, conta Thiago, “Teve um gostinho especial.”

Capacitado como professor Suzuki, Thiago agora já planeja o futuro de suas aulas. “Com toda a didática, tudo que aprendi no curso, já posso começar a ensinar crianças mais novas, com 4, 5 anos”, comemora. “E isso vem de encontro com o que sempre pensei: a música é para todos.”

“Hoje na minha classe no Instituto Baccarelli eu tenho uma aluna autista e um aluno com deficiência intelectual, e todos tocam nas aulas”, ressalta Thiago. “Todos crescem, todos evoluem no instrumento. Cada um no seu tempo, incluindo as crianças típicas. Todos podem, todos conseguem.”

O dia a dia pode ser puxado, mas Thiago quer fazer ainda mais. “Dar aula exige muito da gente, mentalmente falando. Mas faz parte daquilo que eu escolhi.”

27.png
Solista da Orquestra Sinfônica Heliópolis, Dominik Hellsberg dá masterclass para alunos de violino do Instituto Baccarelli

No dia 9 de agosto, na véspera do concerto da Orquestra Sinfônica Heliópolis no Clube Hebraica, o solista do programa, Dominik Hellsberg, deu uma masterclass para alunos e alunas de violino do Instituto Baccarelli.

Após o ensaio da manhã, Dominik passeou pela nossa sede, acompanhou algumas aulas de violino coletivo, e deu uma esticadinha até a tarde, quando recebeu mais de 20 alunos na sala Zubin Mehta. Ele acompanhou 5 deles na passagem de repertório, dando dicas de interpretação — tudo isso observado com atenção pelos ouvintes, que vieram ver de perto os conselhos do violinista, que é integrante da prestigiada Orquestra da Ópera Estatal de Viena.

curva_laranja.png
001.jpg
curva_laranja.png
Academy of Saint Martin-in-the-Fields realiza masterclasses no Instituto Baccarelli

Evolução no ensino musical até o último dia do mês. No dia 31 de agosto, o Instituto Baccarelli recebeu os músicos da Academy of Saint Martin-in-the-Fields na Sede Heliópolis. O grupo, acompanhado dos representantes da Cultura Artística, tiveram a chance de assistir a um ensaio da Orquestra Sinfônica Heliópolis e conhecer um pouco mais sobre instituição em uma conversa inicial, terminando a visita com seis masterclasses para os alunos dos instrumentos de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, flauta e fagote.

 

Os músicos assistiram ao ensaio da OSH, regida por Edilson Ventureli, com muita animação - alguns arriscaram até um dancinha enquanto o grupo tocava. Em seguida, cada instrumentista seguiu para a respectiva aula e a dinâmica seguiu com os professores definindo quem toca durante a aula (ativo), enquanto o restante da turma fica como ouvinte. Cerca de quatro alunos participam ativamente de cada masterclass, com duração aproximada de 30 minutos cada.

Os músicos que ministraram as aulas foram Nicolas Kendall (violino), Fiona Bonds (viola), Tim Hugh (violoncelo), David Stark (contrabaixos), Graham Hobbs (fagotes). Durante as aulas, as traduções eram feitas por intérpretes, professores e alunos que aprimoraram a interação de cada encontro.

Agradecemos ao Cultura Artística por mais essa parceria que proporciona mais uma excelente troca de conhecimento para os alunos do Instituto Baccarelli.

Forma_yellow_right.png
Instituto Baccarelli recebe
evento da ABRAORFF

Som, palavra e movimento: relatos de experiências Orff-Schulwerk no Ensino Básico. Esse é o nome do quinto módulo do curso Música e Movimento oferecido pela ABRAORFF que o Instituto Baccarelli teve a honra de sediar no dia 21 de agosto. A metodologia ORFF, que traz a ligação entre música, linguagem e movimento, é a principal usada no ensino de musicalização infantil da instituição, onde todos os professores dessa etapa do ensino musical oferecido são certificados pela Associação ORFF Brasil (ABRAORFF).

Fotos 3-01.png

Brincar com palavras, jogar, dançar, cantar, improvisar, compor e dramatizar são alguns dos desdobramentos proporcionados pela tríade básica em que se assenta a metodologia. O curso, ministrado por Cassiano Lima, professor do Ensino Básico nas etapas da Educação Infantil e Ensino Fundamental, apresenta dinâmicas inspiradas nos trabalhos de Carl Orff e Gunild Keetman, com adaptações e composições provenientes de experiências no Ensino Básico. São propostas que apresentam elementos do ritmo, melodia, harmonia e movimento e levantam discussões sobre processos de ensino-aprendizagem e utilizações dentro da sala de aula.

roda-verde.png
roda-verde.png

O ciclo de estudos em Música e Movimento tem o caráter de curso de extensão universitária pela parceria firmada com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN/NEI) para compartilhar e aprofundar na abordagem Orff-Schulwerk com professores de Educação Musical, estudantes de música, professores polivalentes, regente e qualquer pessoa que tenha interesse no assunto.

O ensino musical oferecido na sede Heliópolis do Instituto Baccarelli é baseado em três metodologias: Suzuki, para ensino de instrumentos, Dalcroze, para canto coral, e Orff, para musicalização. Por isso, é com grande prazer que a instituição recebe eventos como esse e está de portas abertas para outras oportunidades de ensino como essa.

Manhã de música e muita emoção:
Unilever visita Instituto Baccarelli

A manhã do dia 12 de agosto foi de muita euforia pelas salas do Instituto Baccarelli graças a um grupo de visitantes da Unilever que participou das aulas, conheceu as instalações e interagiu com os alunos e alunas presentes. A empresa é patrocinadora master do Instituto, e parceira imprescindível no trabalho de transformação e inclusão social que realizamos há mais de 25 anos em Heliópolis.

Formada por 15 pessoas, a comitiva deu um passeio pela nossa sede e viu de perto cada etapa do nosso processo de ensino musical. Edilson Ventureli, diretor executivo do Instituto Baccarelli, levou nossos amigos da Unilever para conhecer a turma de musicalização infantil, de coral e de coletivo de violinos. Depois, visitaram o acervo musical — onde estão guardados todos os instrumentos do Instituto — e a cozinha, que está se preparando para entrar em atividade.

18.png

A Orquestra Sinfônica Heliópolis também não poderia deixar de dar suas boas vindas. Na sala Zubin Mehta, os visitantes puderam acompanhar de perto um autêntico ensaio de orquestra — tudo sob o comando de Edilson Ventureli, que usou de toda sua experiência como maestro para apresentar cada detalhe do grupo, que é uma das orquestras jovens mais respeitadas do país. Nuria Hernandez, Gerente Geral e Líder de Cuidados Pessoais da Unilever América Latina e Brasil, ainda teve a oportunidade de experienciar como é reger e estar frente à orquestra.

Finalizando a visita, todo o grupo subiu para o terraço da instituição para apreciar a bela vista de Heliópolis. Lá em cima, os visitantes tiveram a oportunidade de conversar com duas pessoas que fazem parte da história do Instituto Baccarelli. Quezia Vieira, nossa aluna de viola e integrante da Orquestra Sinfônica Heliópolis contou como vem sendo sua trajetória e como a instituição ajuda para além do ensino musical. Junto a violista, Mariana Freires também deu seu depoimento como ex-aluna e explicou como é fazer parte da produção de eventos do Instituto, apresentando uma outra perspectiva do trabalho realizado com os alunos.

O Instituto Baccarelli agradece a visita e toda parceria da Unilever. É bom estar com pessoas e instituições que acreditam que a educação pode transformar a vida das pessoas e construir uma sociedade mais justa e igualitária. Até a próxima!

borda-verdagua_edited.png

Entre os dias 19 e 21 de agosto, o diretor executivo do Instituto Baccarelli, maestro Edilson Ventureli, foi à cidade baiana de Conceição do Coité, localizada a 210 km da capital Salvador, para trocar ideias sobre música e gestão com a Orquestra Santo Antônio (OSA).

Criada há mais de 15 anos, a OSA tem uma história inspiradora, e Edilson Ventureli aceitou o convite para fazer uma visita e compartilhar sua experiência como gestor e maestro à frente do Instituto Baccarelli.

borda-verdagua_edited.png
Representando Instituto Baccarelli, Edilson Ventureli visita Orquestra Santo Antônio, em Conceição do Coité, na Bahia
Fotos 4-04-04.png

Edilson ficou impressionado com a persistência e capacidade dos integrantes da Orquestra, e realizou algumas atividades — acompanhou um ensaio, reuniu-se com o prefeito Coité, Marcelo Araújo, e também deu duas oficinas, uma sobre gestão e outra sobre o papel do maestro.

A visita durou apenas um fim de semana, mas foi especial. Esse tipo de diálogo faz parte da missão do Instituto Baccarelli, e esperamos que seja a primeira de muitas! Agradecemos a acolhida da equipe da Orquestra Santo Antônio e também a disposição do prefeito Marcelo Araújo. E aproveitamos para indicar aos amigos do Instituto Baccarelli o trabalho sério e consistente da Orquestra Santo Antônio — vocês podem seguir a OSA aqui.

Ministro do Turismo e Secretário Especial da Cultura visitam o Instituto em agosto

Em agosto, o Instituto Baccarelli recebeu dois visitantes especiais do governo federal. O primeiro deles veio no dia 3, o secretário especial de cultura Hélio Ferraz de Oliveira. E pelo visto o secretário gostou do que viu! Pois no dia 18 de agosto ele voltou, e dessa vez acompanhado do ministro do turismo, Carlos Brito. Quem recebeu os convidados foi o maestro Edilson Ventureli, que guiou a turma em um passeio completo pelo Instituto. A visita terminou na sala Zubin Mehta, em um ensaio da Orquestra Juvenil Heliópolis — e o ministro até atacou de maestro, comandando o grupo em um trechinho da abertura de Carmen, de Bizet!

Ao final, o ministro Carlos Brito fez questão de conversar um pouco com a orquestra, e reafirmou o objetivo do ministério e do governo federal em apoiar a transformação social proposta pelo Instituto Baccarelli.

Órgãos importantes do governo federal, tanto a Secretaria Especial da Cultura quanto o Ministério do Turismo são aliados imprescindíveis do Instituto. É por meio dessas instituições que empresas parceiras, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, têm a oportunidade de patrocinar o trabalho realizado há mais de 25 anos pelo Instituto Baccarelli. 

Por isso, o Instituto Baccarelli agradece as visitas e deixa as portas sempre abertas para quem acredita que a educação é uma poderosa ferramenta de transformação social.

roda-verde.png

Representantes do governo federal vieram conhecer o trabalho de transformação social realizado há mais de 25 anos pelo Instituto Baccarelli

Reencontrando velhos amigos: Velt Partners visita o Instituto Baccarelli
curva_laranja.png

No dia 11 de agosto, a Velt Partners fez uma visita para ver de perto o trabalho de educação musical e transformação social que realizamos há mais de 25 anos aqui em Heliópolis. Para quem não se lembra, a Velt Partners é uma firma de gestão de investimentos, e já foi patrocinadora do Instituto Baccarelli! Quem veio nos visitar foi Priscila Romanizio e Clara Bernardini, que puderam dar uma espiadinha em algumas das atividades mais lindas do instituto

curva_laranja.png
Comitiva do parlamento europeu conhece o Instituto Baccarelli

No dia 27 de agosto, um sábado, o Instituto Baccarelli teve o prazer de receber em sua sede, em Heliópolis, uma comitiva de parlamentares da União Europeia. Os representantes fazem parte do S&D, Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas — incluindo a presidente do grupo, Iratxe García-Perez.

Após ouvir elogios ao trabalho de transformação social desenvolvido pelo Instituto há mais de 25 anos, o S&D aproveitou sua passagem pelo Brasil para dar um pulinho em Heliópolis. E mais uma vez, quem recebeu a turma foi o maestro Edilson Ventureli, diretor executivo do Instituto Baccarelli. E o tour foi completo e emocionante, contemplando cada etapa do processo pedagógico desenvolvido pelo Instituto.

O Instituto Baccarelli agradece o interesse e o apoio dos parlamentares europeus, e entende que a cooperação para além das fronteiras nacionais é fundamental para criarmos um futuro melhor para todos.

Congregação Israelita traz maestro e solista da Sinfônica
de Jerusalém para o Instituto Baccarelli

No dia 29 de agosto, um grupo da Congregação Israelita Paulista (CIP) veio visitar o Instituto Baccarelli, e aproveitou a ocasião para trazer dois convidados para um ensaio especial da Orquestra Sinfônica Heliópolis: o maestro Yeruham Scharovsky e a violoncelista Danielle Akta. Ambos participaram do concerto beneficente da Orquestra Sinfônica de Jerusalém, realizado pela CIP no dia 28 de agosto, na Sala São Paulo — a Congregação distribuiu mais de 70 ingressos para nossos bolsistas acompanharem o espetáculo.

Scharovsky e Danielle ensaiaram com a Sinfônica Heliópolis o primeiro movimento do Concerto para Violoncelo, de Edward Elgar. Amigo de longa data de Isaac Karabtchevsky, Scharovsky reconheceu a mão do amigo na sonoridade refinada da orquestra; e Danielle impressionou os presentes com seu virtuosismo. E era aniversário da solista: de improviso, sob a batuta de Scharovsky, um Parabéns a Você encerrou o ensaio em grande estilo! E para finalizar, o rabino Ruben Sternschein ainda fez uma bonita fala, e anunciou a doação de 400 cestas-básicas para a campanha de combate à fome do Instituto Baccarelli

Forma_yellow_right.png
006.jpeg
Forma_yellow_left.png

Todos juntos contra a fome

No mês de agosto, o Instituto Baccarelli realizou a primeira distribuição de alimentos com valores arrecadados pela campanha especial de mobilização em apoio à comunidade de Heliópolis. A decisão do início das entregas veio com o entendimento da urgência do cenário da fome na comunidade de Heliópolis. Ao todo, foram 852 cestas básicas distribuídas, além de pacotes de biscoitos, caixas de ovos, proteínas congeladas e artigos de higiene – tudo isso graças às doações conquistadas com a campanha, somadas a outras, e ao apoio de empresas parceiras.

De acordo com Edilson Ventureli, diretor executivo da instituição, “oferecer esses alimentos para os alunos e suas famílias é imprescindível para a transformação social que realizamos. Todas as equipes foram mobilizadas para a distribuição e é gratificante ver que estamos ajudando no combate à fome em Heliópolis.”

Fotos 5-06.png

A próxima entrega está prevista para a primeira quinzena de setembro. É importante ressaltar, entretanto, que o Instituto continua com o convite aberto para mais pessoas fazerem parte dessa transformação que acontece na favela de Heliópolis. “Estamos muito felizes com as entregas de cestas básicas que vamos proporcionar por meio da campanha, mas é importante lembrar que só com elas não mudamos o cenário crítico da fome que Heliópolis, e todo o Brasil, se encontra”, alerta Edilson Ventureli.

Aproximadamente 36% dos brasileiros não puderam se alimentar ou fornecer alimentação à sua família em algum momento nos últimos 12 meses, de acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) Social. Esse é o percentual mais alto já alcançado desde o início do levantamento, realizado pela primeira vez em 2006. Os dados ainda mostram que a insegurança alimentar brasileira quadruplicou em relação à média dos outros 120 países analisados.

Fotos 5-07.png

O cenário é ainda pior em comunidades vulneráveis: 75% enfrentam a insegurança alimentar. Na favela de Heliópolis, a busca por doações de alimentos continua crescendo enquanto a oferta está cada vez mais escassa. Moradores procuram organizações e fazem fila para garantir uma cesta básica. Dentre elas, está o Instituto Baccarelli, que segue apoiando seus alunos e suas famílias que enfrentam o crítico cenário da insegurança alimentar do país.

Acesse institutobaccarelli.org.br ou entre em contato pelo e-mail contato@institutobaccarelli.org.br e veja as formas de ajudar.

Background slides_1.jpg
AGENDA SETEMBRO
Agenda Dinamize Setembro-03.png
Orquestra Sinfônica Heliópolis
Edilson Ventureli,
maestro
Sesc Guarulhos
Saiba como assistir aqui
Agenda Dinamize Setembro-04.png
Agenda Dinamize Setembro-05.png
Orquestra Sinfônica Heliópolis
Edilson Ventureli, maestro
Mariana Aydar, convidada
Teatro B32

Saiba como assistir aqui
Orquestra Sinfônica Heliópolis
Guilherme Mannis,
maestro
Masp
Saiba como assistir aqui
27.png
barra_amarela.png
Frente Social - Doações

Com a crise socioeconômica desencadeada pela a pandemia, o Instituto Baccarelli iniciou uma campanha permanente de doações
que tem como objetivo dar apoio às famílias de Heliópolis em situação de vulnerabilidade. Graças a doação de empresas parceiras
e doadores individuais, seguimos atendendo nossos alunos e suas famílias com cestas básicas e itens de primeira necessidade.
Veja abaixo:

Desde março de 2020
comida.png
871,0
toneladas
de alimentos doados
atendendo
a mais de
3.243